Qual professor marcou sua vida ?

TODO MUNDO JÁ TEVE UM PROFESSOR QUE MARCOU SUA VIDA.

QUAL FOI O SEU?

Depois dos pais, os professores foram peças fundamentais em nossa educação. Lembro-me de todos os professores que tive até o término do ensino médio, mas a professora Mary foi a única que marcou a minha vida e a de muitos alunos naquela época.

Ainda vejo a sala de aula cheia de alunos na faixa etária de 15 anos, todos com os olhos fixos na professora Mary e viajando nas histórias que ela contava. Pela primeira vez estávamos ouvindo histórias como as pirâmides do Egito, Rômulo e Remo e a Loba, o descobrimento do Brasil, entre outros. Gostávamos tanto de suas histórias que ficávamos em um silêncio total a ponto de podermos ouvir a respiração do colega ao lado. Lembro-me que às vezes a coordenadora da escola abria a porta da sala de aula para ver se estávamos ali, pois estava tudo tão calmo … A professora tinha um jeito muito especial de ensinar. Enquanto explicava, fazia desenhos no quadro para melhor visualizarmos o que ela dizia. Eu, particularmente, amava aquela letra de forma que ela escrevia no quadro. Ela achava graça de certas passagens da história e fazia a turma rir com as gafes que renomados nomes da história cometiam, por exemplo. Na época não havia muitos recursos didáticos como temos hoje. Mas bastava o seu jeito de nos fazer viajar pela história antiga, para entendermos o que ela queria nos ensinar e ser suficiente para tirarmos notas boas na hora da prova. Foram os seus comportamentos, suas qualidades que a fizeram ser diferente dos outros professores e ser uma pessoa admirável e inesquecível. Ela irradiava alegria, tranquilidade, demonstrava amor pela profissão, sabia contar os fatos marcantes da história como se fossem contos de fadas. Demonstrava serenidade, paciência e educava a emoção. Obrigada minha preferida dona Mary.

 OBS: Meu carinho e respeito à todos os outros professores, que não fizeram parte da foto ilustrativa.

Cleusa Ely

O portal muzambinhense de recordações ilustrativas, nos remetendo ao saudosismo e sentimentalismo. Sou apaixonada por fotografias antigas e essa particularidade me fez criar a página Sou mais Muzambinho. Desde fevereiro de 2012, faço do meu hobby, uma realização pessoal. Essa página não seria tão ilustrativa sem a ajuda de meus colaboradores. Chego à ser cansativa nos pedidos às pessoas que possuem um acervo interessante, mas é na insistência que consigo fotos fabulosas e de valor inestimável. As fotos atuais são feitas por mim, para um comparativo de lugares e ângulos iguais às fotos antigas. Tenho orgulho de minha cidade e quero que suas belezas naturais sejam compartilhadas com todos nossos conterrâneos. Obrigada à todos por fazerem da minha realização a sua contemplação.

9 comentários em “Qual professor marcou sua vida ?

  • outubro 13, 2017 em 7:38 pm
    Permalink

    Sem dúvida, D. Meire me traz saudades, porém outras também como D. Alice, D. Almira, D. Ana Zerbine e Prof. Wellington, Prof. José Mariano…marcaram sim minha vida.

    Resposta
    • novembro 5, 2017 em 10:11 pm
      Permalink

      Complementando, o Delega, Sr. Márcio, professor de ginástica. Dona Odisseia, professora de biologia. Dona Lurdes Costa, professora de desenho. Dona Dirce, professora de música…saudades.

      Resposta
  • outubro 13, 2017 em 10:21 pm
    Permalink

    José Sales, o professor da minha vida. E D. Juju.

    Resposta
  • outubro 13, 2017 em 11:57 pm
    Permalink

    Professores inesquecíveis, muitos, mas D.Ana Zerbine e D. Auricélia Souza marcaram meu coração profundamente.

    Resposta
  • outubro 14, 2017 em 8:16 am
    Permalink

    Minha mãe Ana Zerbini e Mary Abdala foram as professoras mais marcantes para mim, apesar de que que o conjunto de professores daquela época era uma perfeição. Duvido que alguém tenha passado pelo Salatiel de Almeida e não tenha aprendido português e história. O fruto da dedicação daqueles professores que faziam do ensino a meta de vida se multiplicou por todo país . Seremos eternamente agradecidos.

    Resposta
  • outubro 14, 2017 em 8:18 am
    Permalink

    Minha mãe Ana Zerbini e Mary Abdala foram as professoras mais marcantes para mim, apesar de que que o conjunto de professores daquela época era uma perfeição. Duvido que alguém tenha passado pelo Salatiel de Almeida e não tenha aprendido português e história. O fruto da dedicação daqueles professores que faziam do ensino a meta de vida se multiplicou por todo país . Seremos eternamente agradecidos.

    Resposta
  • outubro 14, 2017 em 9:34 am
    Permalink

    Professor José Salles, que me fez viver o Romantismo, o Modernismo entre outras escolas literárias, simplesmente lendo e explicando partes do livro didático! Também me lembro da prof. Rose de geografia bem como o Dia. Eloguia, sempre muito bem arrumada! Professoras como a D. Virgínia, Vilma, Leila, Lezinho, Cibele, Teresinha… Obrigada, por amar suas profissões!

    Resposta
  • outubro 15, 2017 em 8:53 pm
    Permalink

    Nos anos sessenta, o que não faltaram foram grandes e dedicados professores. Cito como exemplos Ana Maria Zerbine e João Marques (com eles aprendi o gosto pela leitura e poesias que sei de cor até hoje. (Com Neuza Chamme, aprendi a gostar da França, país em que vou sempre e gostaria de morar. Com Paulo Vilhena, aprendi um pouco do raciocínio filosófico e também latim com prof Isaac. Saudades e gratidão

    Resposta
  • outubro 16, 2017 em 1:46 pm
    Permalink

    Muitos professores marcaram minha vida, como D.Ana Zerbini, d. Mary de História, Wellington de Matemática, Regina de Português, Edilene, Laércio de Matemática, Zé Sales e D.Terezinha de Carvalho, lá do Grupo Cesário Coimbra, D.Eunice, muitos outros, esses influenciaram minha vida e me tornei tb professora de Português, muito cedo me mudei de Muzambinho, mas sinto muitas saudades daquelas aulas e do colégio, um dos melhores que conheci!
    Muito obrigada a todos os mestres!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *